IBRC
Mercado Pet e a recessão do COVID-19

Mercado Pet e a recessão do COVID-19

Mercado pet e a recessão do COVID-19O mercado Pet não sofre com a recessão do COVID-19 aqui no Brasil.

Mercado Pet

Atualmente o Brasil ocupa a terceira posição mundial no mercado pet, com mais de 54 milhões de cachorros, inclusive os não registrados.

Os pets, que já se mostravam companheiros fantásticos antes do isolamento social, agora provam ser companheiros essenciais em muitos casos. Aliás, se você tem um pet, não está isolado socialmente.

A companhia dos pets já se mostrava importante no cotidiano das pessoas e se fez muito importante neste período de isolamento social. A companhia de pet,  inclusive, vem sendo recomendada por diversos psicólogos como excelentes formas de combater os males do isolamento, tais como a depressão e a solidão.

Publicamos uma matéria em janeiro de 2019, desenvolvendo justamente sobre os benefícios de se ter um cão.

O mercado Pet vem se mantendo firme e estável frente a diversas recessões e não seria diferente agora ante ao COVID-19. Segundo a (Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais (ABINPET) em 2020 o mercado não deve variar em relação ao ano anterior, que teve um faturamento de R$ 36 bilhões.

Produção Nacional

O fator que maiscontribui para o bom desenvolvimento do mercado pet é que alguns estados, como São Paulo, classificam as atividades Pet como Serviços Essenciais. Isto faz com que se mantenham abertos mesmo com as atuais restrições comerciais.

Algumas lojas registraram aumento nas vendas durante o período de isolamento, atribuindo o fato aos donos passarem mais tempo com seus fiéis companheiros pet.

Outra amostra evidenciou que atividades online tiveram um aumento significativo no mercado pet, com aumento entre 12% e 25%, de acordo com o segmento.

Mais um fator de incentivo ao mercado pet é que nenhum setor sofreu desabastecimento, isto porque o Brasil é um grande produtor do mercado Pet, porque conta com mais de 177 indústrias e empresas que fabricam desde alimentos à acessórios e serviços.

Mercado Pet e a recessão do COVID-19

O mercado pet vem apresentando excelente crescimento sistemático anual, onde mostra evolução invariável acima do PIB, isto se dá porque cada vez mais brasileiros adotam pets como companheiros.

O cenário apresentado mostra que o binômio mercado pet e a recessão do COVID-19 ainda se apresenta competitivo e crescente, considerando como fator importante a sua grande fragmentação de serviços e produtos.

O abastecimento nacional que conta com produção própria se mostra estável, e recessão do CVID-19 não atingiu o mercado pet com impacto negativo.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *