Dia do Amigo



Neste dia 20 de julho celebramos o Dia do Amigo e o Dia Internacional da Amizade. Não existe data mais apropriada para a IBRC falar do sobre o super relacionamento de amizade que pessoas fazem com seus cães. A relação entre cachorros
e humanos é longa e tem sido uma das amizades mais versáteis que nossa espécie possui, indo muito mais longe que apenas a caça, temos cãe guias, companheiros para pacientes terminais e alguém para dar uma volta no parque e conversar
casualmente. Muito embora os cães não falem, eles demostram a sua amizade com sinais muito claros, como apoiar a cabeça e o corpo nas pessoas que eles amam, virar a barriga para cima e alguns cães são ferozes defensores e protetores
daqueles a quem são super leais.

Como acontece a relação entre cachorros e humanos?

Oi, papai ou mamãe de pets! Tudo bem? Quem está aqui, dessa vez, é a mamãe do Bob! Hoje ficamos, mais uma vez, impressionados como o nosso doguinho possui a capacidade de compreender as nossas emoções. Pensando nisso,
depois de ter pesquisado bastante, pensei em produzir este artigo para tratar a respeito da relação entre cachorros e humanos. Assim, você, mamãe como eu, ou papai, terá a oportunidade de descobrir como o seu animalzinho se comporta.
Boa leitura!

Quais atitudes comprovam a relação entre cachorros e humanos?

Todos os dias você deve se perguntar como seu cachorro é tão fiel, não é verdade? Por vezes, chegamos cansados do trabalho ou de outras atividades e lá está ele com o rabinho abanando. Por essa razão, vale a pena destacar que quanto mais positiva a emoção para o doguinho, maior é a reação do cérebro para produzir os hormônios.
Esses serão capazes de tornar o elo entre você e seu cãozinho ainda mais reforçado. Na sequência, separei algumas atitudes que seu cãozinho pode apresentar que simbolizam a relação entre cachorros e humanos! Veja quais são elas!

Proteção

Já reparou que quando você sente medo seu doguinho costuma se aproximar ou mexer mais o focinho? Isso acontece porque ele tem a capacidade de detectar seu medo e entender quando é preciso te proteger. A explicação para esse fator pode estar na alta capacidade olfativa que os cães possuem.
Assim, para eles, fica muito fácil saber quando nosso corpo está liberando grande quantidade de adrenalina e cortisol, que modificam o nosso cheiro. Além disso, os doguinhos também são aptos para perceber quando nosso corpo se contrai
na tentativa de defesa. Nesse momento, eles também podem ser contagiados pelo momento de tensão.

Entendimento do humor

Em algum dia em que esteja chorando, por exemplo, reparou que seu cãozinho se aproximou e deu um “lambeijo” no seu pé? Se você já passou por essa situação, certamente deve ter percebido que o doguinho lhe pareceu triste também! Por isso, a percepção de
humor é o segundo ponto sobre a relação entre cachorros e humanos. Assim como acontece em relação ao medo, quando estamos tristes, os cachorros são capazes de fazer uma leitura da nossa linguagem corporal e facial. Por
conta disso, eles se aproximam e mostram-se muito presentes para doar o carinho e afeto que acham necessário.

Detecção de doenças

O olfato dos cachorros é 25 vezes mais potente do que aquele que é apresentado por seres humanos. Essa capacidade excepcional permite que os cãezinhos detectem as substâncias químicas que produzimos enquanto
estamos doentes. Esse fator, mais uma vez, pode se desenvolver por meio do cheiro que exalamos.

Obediência aos comandos

Em algum momento você já se impressionou com a obediência de seu cachorro? Para isso, existe uma explicação científica! Uma pesquisa feita por pesquisadores húngaros mostrou que as mesmas partes do cérebro são acionadas em homens e cães quando se
captura o som de vozes humanas. O estudo também declarou que o início da escuta dos cães acontece no córtex auditivo primário, tal qual acontece com os seres humanos. Portanto, a obediência
aos comandos é o ponto que mais demonstra que a relação entre cachorros e humanos é verdadeira!

Proximidade durante a gravidez

Se você é mulher e está grávida já deve ter notado que seu doguinho muda o comportamento quando está com você! Nesse caso, diferente dos outros, que acontecem predominantemente pelo olfato, a sensação acontece pela ocitocina liberada. Esse hormônio, que
também é conhecido popularmente como o “do amor”, torna os cachorros mais empáticos e protetores.

Matéria extraida do site https://www.chefbob.com.br/relacao-entre-cachorros-e-humanos/





Pellentesque tellus 


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Phasellus luctus


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Etiam sodales


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Nullam eu sem


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.





Pellentesque tellus 


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Phasellus luctus


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Etiam sodales


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Nullam eu sem


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.





Pellentesque tellus 


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Phasellus luctus


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Etiam sodales


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Nullam eu sem


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.





Pellentesque tellus 


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Phasellus luctus


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Etiam sodales


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Nullam eu sem


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.





Pellentesque tellus 


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Phasellus luctus


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Etiam sodales


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.




Nullam eu sem


Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing eli.

Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias