11 Mitos sobre cães que você precisa parar de acreditar

Selecionamos nessa postagem 11 Mitos sobre cães que você precisa parar de acreditar.

Você pode pensar que já sabe tudo o que existe para saber sobre cães, mas provavelmente já ouviu falar sobre alguns mitos. Vamos mostrar aqui quais são apenas mitos.

É comum algumas pessoas acreditarem que não existe problema em o cão lamber as próprias feridas, ou que suas fezes fertilizam o quintal ou até mesmo que os cães devem ser punidos, como forma de incentivar que tenham um comportamento adequado.

Por isso trazemos aqui 11 Mitos sobre cães que você precisa parar de acreditar.

MAIS BANHOS SIGNIFICAM UM CÃO MAIS LIMPO

Mitos sobre cães que você precisa parar de acreditarMesmo que intentenção seja a melhor, banhos de mais podem trazer problemas para o seu cão, no longo prazo.

O excesso de banho podem ressecar a pele, os pelos ou danificar os foliculos dos pelos e, em geral, podem perturbar o equilíbrio simbiótico normal do seu cão.

A menos que seja orientado pelo médico veterinário, não dê banhos todos os dias no seu cão. O ideal é dar banho uma vez por semana.

PUNIÇÕES SÃO ESSENCIAIS PARA ENSINAR O COMPORTAMENTO ADEQUADO

A punição não deve ser usada para corrigir um comportamento. Na verdade ao punir o seu cão você pode estimular algum tipo de transtorno comportamental, e o brilhante plano de ensinar acaba se revertendo em maiores problemas.

Alguns cães são extremamente inteligentes, e basta você deixar claro que está insatisfeito com aquele comportamento que o cão acvabará entendendo que é errado.

É claro que existem cães teimosos, nesse caso deve se tratar a teimosia com o adestramento adequado, não com a punição.

Treinamentos que incentivam o comportamento correto são mais eficazes do que aqueles que punem o comportamento inadequado.

SEU CÃO SEMPRE REPETE O COMPORTAMENTO INADEQUADO PORQUE TEM RAIVA DE VOCÊ

11 Mitos sobre cães que você precisa parar de acreditarMuitos cães apresentam comportamento submisso quando recebem seus donos em casa e, em seguida, o dono descobre que seu cão destruiu algo, fez cocô onde não deveria ou revirou o lixo.

Esse comportamento de submissão não é um gesto corporal de arrependimento, mas de medo. Isso porque o cão aprendeu a associar que os donos sempre se irritam quando vêm bagunça, fezes ou lixo e, ante a esse cenário o cão recebia punição e gritos.

Ainda que o cão não receba a punição ele compreende as manifestações de raiva das pessoas e ele aprende a sentir medo quando está de frente dessa manifestação de raiva.

É preciso lembvrar que o cão não associa punições a eventos do passado e não desenvolvem sentimentos complexos como culpa ou vergonha. Logo a aplicação de punição nessas circunstâncias não ensina outra coisa para o cão a não ser temer pela chegada do dono.

O COCÔ DO CACHORRO FERTILIZA O QUINTAL

Essa afirmativa não poderia estar mais longe da verdade.

Enquanto o estergo de alguns animais servem como um ótimo fertilizante, o mesmo não acontece com os cães devido a composição da dieta e o processo digestivo dos cães.

Uma dieta rica em proteínas produz fezes muito ácidas, que não servem para cultivo de nada.

A SALIVA DOS CÃES PODEM CURAR FERIDAS

11 Mitos sobre cães que você precisa parar de acreditarMuitas pessoas acreditam que a saliva do cão tem propriedades curativas.

Embora hajam evidências de que a saliva, em geral, pode ajudar no processo de cicatrização, existem outros compostos na boca dos cães que podem fazer exatamente o oposto.

Na verdade a chance de fazer mais mal do que bem é muito grande. Vale lembrar que existem muitos microorganismos na boca de seu cão, além de poder remover medicamentos e até pontos colocados pelo veterinário.

Então a lambida na ferida não deve er incentivada.

ALGUMAS RAÇAS SÃO AGRESSIVAS POR NATUREZA

Muito embora existam pesquisas que apontam que algumas raças como Pit Bull Terrier e American Bully são responsáveis pela maioria dos ataques contra humanos, existem inúmeras pesquisas, respeitáveis, que comprovam que a raça de um cão não determina que são propensos a agressão.

De fato cada raça possui características próprias como docilidade, faro, inteligência e outras… os cães como Pit Bulls, Rottweilers, Dobermans e outros são cães propensos a reatividade, ou seja, reagem imediatamente ao estímulo.

Logo se os cães forem estimulados a comportamento de briga ou guarda, quando forem estimulados em situações inesperadas, estes responderão com comportamento de briga ou guarda, independentemente da raça.

Do contrário, um cão estimulado à saudações, convívio social e mansidão, quando forem estimulados em situações inesperadas, estes responderão com comportamento sociável e de bom convívio em geral, independente da raça.

Vale lembrar que algumas raças são mais populosas que outras e, por isso, sempre aparecerão no topo da maior parte das pesquisas relacionadas a quantidade.

A PELAGEM GROSSA DE UM CÃO SIGNIFICA QUE ELE É ALTAMENTE RESISTENTE AO FRIO DO INVERNO

11 Mitos sobre cães que você precisa parar de acreditarA pelagem grossa é uma excelente arma contra o frio e algumas raças são bem resistentes ao frio como o Malamute ou o Rusky Siberiano, ao contrário de outras raças como o Terrier Brasileiro. Mas isso não significa que ele possa ser exposto ao frio por um longo período de tempo.

A exposição prolongada ao frio pode tornar o cão suscetível a desenvolver queimaduras de frio nas extremidades e isso acontece independente da pelagem.

Por mais divertido que possa ser brincar no inverno, não deixe o seu cão exposto a esse frio por muito tempo.

TREINAR O SEU CÃO COM PETISCOS PODE DEIXAR ELE MAL ACOSTUMADO

Estudos sérios comprovaram que essa afirmativa não é verdadeira.

Petiscos são formas muito eficientes de estimular bons comportamentos e estimular positivamente os cães.
Uma vez que seu cão aprenda um novo comportamento, um petisco serve como um bom método de reforço para que ele mantenha o comportamento desejado.

UM CÃO MEDROSO E ANSIOSO DEVE TER SIDO MALTRATADO QUANDO FILHOTE

Essa é uma possibilidade e que, por tanto, merece atenção.

Mas essa não é uma regra que deva ser levada ao pé da letra.

Muitos cães medrosos podem simplesmente ter fobias. alguns cães suiper amados pelos seus donos, mas com pouco convívio social pode ter medo de outros cães e de humanos também, a pesar de ser amado e bem tratado.

Os filhotes, entre três e quatorze semanas, passam por um período de desenvolvimento onde vão assimilar tudo o que eles encontram. Nesse período tudo o que não os machucar são aceitos como “coisas legais”, do contrário, tudo o que os machucar ou, tudo o que eles não conhecerem nesse período, passará a ser recebido com desconfiança.

Por isso o filhote deve ser exposto a estímulos positivos nessa fase, inclusive ao convívio social armônico, pacífico e feliz nessa fase.

11 Mitos sobre cães que você precisa parar de acreditar

TODOS OS CÃES SÃO BONS NADADORES

Alguns cães adoram água. Raças como Labrador e Golden Retrievers são muito propensos a intimidade com a água… mas essa não é a realidade de todos os cães.

Alguns cães simplesmente não sabem nadar direito, por conta da morfologia do cão.

UM ANO DE VIDA DE UM CÃO É IGUAL A SETE ANOS HUMANOS

Como cada raça possui uma morfologia diferente e, por tanto, um desenvolvimento diferente, não é possível tornar generalizado que cada ano canino equivale a alguns anos humanos. cada raça responde de uma forma.

Trata-se apenas de uma simplificação excessiva.

Pesquisas recentes estimam que um cão de um ano é comparável a um humano de 31 anos enquanto um cão de cinco anos é comparável a um humano de 57 anos.

TODO CÃO DEVE TER UM FILHOTE ANTES DE SER CATASTRADO

Não existem evidências científicas que justifiquem essa afirmativa.

 

 

 

Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias